Notícia

Emenda à lei: Aprovação para cannabis confirmada por prescrição do Conselho Federal


Conselho Federal acena com mudanças na Lei de Narcóticos
Os médicos poderão prescrever pacientes gravemente doentes com medicamentos prescritos para cannabis no futuro. Como o Governo Federal informou em um comunicado de imprensa atual, o Conselho Federal aprovou hoje as alterações necessárias à Lei de Narcóticos. O objetivo da medida é proporcionar às pessoas gravemente doentes o melhor atendimento possível, disse o ministro federal da Saúde, Hermann Gröhe, segundo a mensagem. Os custos são reembolsados ​​pelo seguro de saúde estatutário.

O regulamento só é possível sob certas condições
Medicamentos prescritos para maconha são liberados na Alemanha para pacientes graves. Atualmente, o governo federal está anunciando isso. De acordo com isso, outras opções terapêuticas teriam que ser esgotadas para uma prescrição ou não adequadas de acordo com a avaliação médica. Além disso, as informações dizem que um efeito positivo esperado no curso da doença ou nos sintomas é um pré-requisito para a cannabis com receita médica.

O seguro de saúde cobre os custos
A prescrição é possível, por exemplo, para pacientes com dor, bem como para esclerose múltipla ou certos distúrbios psiquiátricos. O governo federal disse que os pacientes com seguro de saúde legal seriam reembolsados ​​pelos custos de maconha no seguro de saúde.

Agência assume a importação
Segundo as informações, uma agência estadual de cannabis, localizada no Instituto Federal de Drogas e Dispositivos Médicos (BfArM), importa os medicamentos de cannabis. Dependendo dos requisitos, eles também encomendariam o cultivo de cânhamo medicinal, comprariam a produção e revenderiam os produtos para fabricantes de produtos farmacêuticos, atacadistas e farmácias, com as devidas licenças de narcóticos. Isso deve garantir um suprimento adequado de preparações de cannabis de qualidade consistentemente boa.

O cultivo privado de cânhamo continua proibido
O Bundestag aprovou as alterações necessárias à Lei de Narcóticos em 19 de janeiro, depois que o Governo Federal as iniciou em maio de 2016. Hoje, 10 de fevereiro, as mudanças foram aprovadas pelo Conselho Federal. O cultivo em casa e o uso para fins de intoxicação permanecem proibidos. (Não)

Informação do autor e fonte


Vídeo: cultivo de cannabis medicinal (Outubro 2021).